Receba dicas grátis!

Mercado imobiliário 2019: 3 tendências de negócio

O mercado imobiliário conseguiu consolidar o seu crescimento no ano de 2019. Conforme divulgação da ABECIP (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) em fevereiro, houve um aumento de 30% na compra e na construção de imóveis em 2018 fazendo uma comparação com o ano de 2017.

Ao todo, foram quase 230 mil financiamentos, sendo R$ 6 bilhões realizados com recursos da caderneta de Poupança somente em dezembro de 2018.

Esse crescimento vem refletindo no ano corrente e estimulando investimentos no setor. Neste post, vamos mostrar 3 tendências de negócio para o mercado imobiliário 2019. Confira!

1. Mais facilidade de crédito para financiamento

A taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) é o índice mais importante para as operações de crédito no Brasil. O governo, como estratégia para reduzir os impactos da crise nacional, resolve recorrer à queda do índice.

Considerando que ele também é utilizado como taxa básica de juros, sua diminuição afeta diretamente o crédito imobiliário, favorecendo o consumidor, o qual poderá ter acesso a financiamentos com juros menores.

Em 2018, a Selic atingiu 6,5% nos primeiros seis meses, sendo essa a tendência para 2019. A diminuição na taxa básica de juros gera mais atração para os investidores que desejam aplicar na poupança, considerando sua melhor cotação e segurança para guardar dinheiro.

Perante esse cenário, a quantidade de pessoas que desejam ter sua casa própria aumenta. Uma dica é que elas pesquisem em bancos e financeiras as melhores taxas de juros para financiamentos. Elas tendem a ser bem mais baixas em 2019.

2. Inflação em queda

Um dos piores adversários do setor imobiliário é a inflação. Ela diminui a confiança do consumidor, desestimulando seus projetos de aquisição em longo prazo, inclusive o de comprar uma casa.

O aumento inflacionário dos últimos anos é uma das causas pela queda na compra de imóveis. Mas o mercado imobiliário 2019 está passando por uma fase de restauração, sendo as expectativas de que a inflação se mantenha inferior à meta de 2019.

O setor da construção civil, responsável pelo fornecimento de produtos novos para o setor de imóveis, também atrai investidores, já que os preços dos materiais de construção ficam mais baixos.

As construtoras, por sua vez, inauguram novos empreendimentos que movimentam a economia, favorecendo um maior número de produtos para as imobiliárias trabalharem. Se há muitas ofertas e preços mais baixos, consegue-se melhores taxas de juros e o consequente fechamento de bons negócios.

3. Uso de plataformas digitais

As plataformas imobiliárias também são uma tendência no mercado imobiliário 2019. Surgiram como resultado da revolução digital que vem se processando na sociedade mundial. Com essa experiência inovadora, os consumidores do setor sentem-se mais atraídos e mais propensos a fechar negócios. As imobiliárias adotam novas metodologias de trabalho para captar e fidelizar clientes.

A realidade virtual, por exemplo, possibilita uma visita de 360º pelo imóvel almejado sem a necessidade de se deslocar até ele — tudo por meio do computador ou telefone. A visita presencial só é agendada quando o imóvel previamente “visitado” agradar o cliente. Essa estratégia economiza o tempo de ambas as partes: imobiliária/corretor e potencial comprador.

Muitas plataformas digitais permitem a integração entre sites e softwares específicos. Assim, os corretores têm mais chances de vender rapidamente e dar um bom atendimento a muitos clientes simultaneamente. Certas plataformas apresentam simuladores de crédito que ajudam o usuário a verificar formas e condições de pagamento diversificadas.

Até os leilões já são realizados por meio de plataformas online. Podem ser efetuados totalmente no ambiente digital ou serem híbridos, ou seja, permitem a participação física e remota dos investidores.

O mercado imobiliário 2019 tem se mostrado promissor aos investidores com tendências que facilitam a compra de casas, terrenos, apartamentos e outros por preços e taxas de juros mais acessíveis. O uso de novas tecnologias tem ajudado o mercado imobiliário. A possibilidade de negociar pelas plataformas digitais com total segurança é uma das tendências que mais se destacam.

Está pensando em comprar um imóvel online? Então, não deixe de conferir as melhores opções de imóveis no site da Franco Leilões!

Adicionar comentário