Receba dicas grátis!

6 documentos necessários para participar de um leilão

Os investidores que apreciam leilões têm a oportunidade de participar presencialmente ou online. Em ambos os casos é necessário apresentar alguns documentos. Em primeiro lugar, é preciso se cadastrar no site da empresa responsável, criando um login e uma senha para ter acesso.

O cadastro é genérico, mas precisa ser atualizado: consiste no primeiro passo para a habilitação do participante. São solicitadas informações pessoais básicas. Depois de enviar a documentação, o prazo para validar a papelada é de um dia útil.

Quer saber mais? A seguir, confira os 6 documentos necessários para participar de um leilão e aproveite as grandes oportunidades que vai encontrar!

1. Cópia do documento de identidade (RG)

Um dos principais documentos que são necessários para participar de um leilão é o Registro Geral (RG), popularmente conhecido como carteira de identidade. Para a finalização do cadastro, o site solicita o envio de alguns documentos via e-mail. O RG é um deles, mas pode ser substituído pela Carteira Nacional de Habilitação (CNH), a também conhecida como carteira de motorista.

Basta digitalizar o documento e enviar usando seu e-mail. O processo é rápido e simples de efetuar. O site fornece o e-mail para o qual a cópia do RG deve ser enviada.

2. Cópia do CPF

Outro documento solicitado é o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). O CPF é exigido em diferentes situações no mundo dos negócios, sendo mais recorrente que a carteira de identidade.

É preciso considerar que alguns modelos de RG já apresentam também o número de CPF, tornando dispensável o envio das cópias dos dois documentos. O CPF exige recadastramento periódico e é importante ficar atento a esse aspecto, pois se não for recadastrado no tempo certo, ele perde sua validade.

3. Cópia de um comprovante de residência

Para participar de um leilão, também é preciso enviar a cópia de um comprovante de residência. O comprovante deve estar atualizado, ou seja, deve ser, no máximo, dos últimos três meses.

Entre as opções de comprovante, podemos citar a conta de água, a conta de luz, a conta de telefone fixo ou alguma fatura de cartão de crédito. Nesses casos, a conta deve estar no nome da pessoa que se cadastrou no site ou ela deve ser a titular do cartão.

4. Cópia do contrato social

A documentação acima vale para pessoas físicas e jurídicas. No caso de empresas, contudo, é preciso apresentar também a cópia do contrato social.

Costuma-se comparar o contrato social de uma empresa à certidão de nascimento de uma pessoa física. Ele contém condições e normas que a empresa deve respeitar para entrar em atividade. Os direitos e os deveres de cada acionista estão registrados nesse documento.

5. Duas folhas de cheque

Algumas empresas organizadoras também solicitam, apenas no caso de leilões presenciais, duas folhas de cheque, além dos outros documentos.

Uma dessas folhas permanece como caução, se o participante arrematar algum lote. A função da outra é o pagamento da comissão do leiloeiro, em um valor expresso em porcentagem sobre o total do arremate.

6. Procuração ou autorização judicial

A procuração só é necessária quando quem vai participar de um leilão e, possivelmente, arrematar o imóvel, for um terceiro, que representa o titular do RG e do CPF.

Esse documento comprova que o titular do contrato de leilão efetivamente autorizou aquela pessoa a fazer arremates em seu nome. Outro documento eventualmente requisitado é a autorização judicial, para quando os lances são ofertados em nome de um menor.

Você ficou a par dos documentos necessários para participar de um leilão e que também podem ser pedidos a depender da situação. Deixe-os reservados para fazer seu cadastro mais rapidamente e participar de um leilão online!

O que achou desse artigo? Deseja receber mais posts sobre leilões e sobre o setor imobiliário? Assine a nossa newsletter.

Adicionar comentário